O Ligamento Cruzado Anterior (ou LCA) é o ligamento que fica entre os ossos da perna e da coxa (tíbia e fêmur, respectivamente). O LCA impede que a tíbia (principal osso da perna) deslize para fora, além de fornecer mais estabilidade para o joelho.

A ruptura, ou estiramento, do ligamento cruzado anterior é uma das lesões mais comuns no joelho.

  • Principais Causas das Lesões no LCA:
  • Mudança rápida de direção;
  • Parar de uma vez;
  • Reduzir a velocidade durante uma corrida;
  • Apoiar os pés incorretamente depois de um salto;
  • Contato direto ou colisão.

Por conta de movimentos como os citados acima, o fêmur e a tíbia “rodam” em direções opostas, torcendo as fibras do LCA, causando a ruptura de sua continuidade, e consequente perda funcional.

Quando há lesão deste ligamento é comum ouvir-se um estalo no momento da entorse.

Sintomas Comuns das Lesões do LCA:

  • Dor e inchaço;
  • Amplitude de movimento reduzida;
  • Sensibilidade a longo da linha da articulação;
  • Desconforto ao caminhar.

Tratamentos Recomendados:

Quando o ligamento cruzado anterior é lesionado, é bem provável que uma cirurgia seja recomendada para recuperar as funções do joelho.

Para reparar cirurgicamente o LCA e recuperar a estabilidade do joelho, o ligamento precisa ser reconstruído com um enxerto de tecido, que agirá como uma plataforma para o crescimento de um novo ligamento.

Em alguns casos, porém, um tratamento não cirúrgico pode ser aconselhado para pessoas que não tem o costume de praticar atividade física e também para os idosos.

No caso da instabilidade do joelho, pode recomendar-se o uso de uma órtese, que tem o papel de imobilizar e proteger o local.

Após o período de inchaço maior, a fisioterapia pode ajudar, através de exercícios específicos para a restauração das funções do joelho.

Leia também: http://drsergiocosta.com.br/lca.html